Escola da Vida Contabil
Empreendedorismo Contábil

Dia do Contabilista: 6 fatos que esses profissionais gostaria que você soubesse

contabilista

No Dia do Contabilista, é importante lembrar que mais do que emitir boletos e notas fiscais, eles atuam para levar prosperidade ao seu negócio.

No dia 25 de abril  foi comemorado o Dia do Contabilista, aquele profissional muito lembrado na época da declaração do Imposto de Renda ou quando aparece um problema com a Receita Federal que precisa ser resolvido.

Contudo, os mais de 358 mil contadores e quase 158 mil técnicos em contabilidade são parceiros fundamentais para os empreendedores durante o ano todo. Afinal, mais do que atuar para evitar dores de cabeça, um bom contador consegue desenvolver estratégias para melhorar a lucratividade, o fluxo de caixa e o bom funcionamento de uma empresa, principalmente quando munidos das melhores e mais modernas ferramentas.

Por isso, Davi Viana, country manager da Intuit QuickBooks, separou uma lista com todas as coisas que todo contador gostaria que você soubesse.

1 – Quem são e o que fazem

Engana-se quem imagina o contador como aquele simples emissor de guias e boletos que precisam ser pagos periodicamente. A realidade é que eles são o braço direito de boa parte dos empresários e empreendedores de sucesso.

Quando consultados antes de uma tomada de decisão importante, os contadores podem ter um papel semelhante ao do investidor que mapeia riscos, cenários e ganhos antes de fazer uma operação no mercado financeiro, ou um mentor que prepara, acompanha e dá o suporte necessário para o orientado encarar o próximo desafio.

2 – Amparo na tarefa de dominar as finanças

A máxima de que gestão financeira realmente salva uma empresa não poderia ser mais oportuna com o momento atual vivenciado pelos brasileiros. Em um período de incertezas, oportunidades e desafios, o contador e a contabilidade podem ajudar a dominar as finanças e aumentar a clareza sobre o nicho de atuação de um negócio.

Ao interpretar números, leis e normas, o profissional consegue desenvolver as melhores estratégias para manter os negócios ativos no mercado e liberar o empreendedor para gerenciar outras frentes do próprio negócio.

3 – Trabalho pautado na Justiça e legalidade

Os contadores são muito mais que aqueles profissionais que emitem guias e boletos que precisam ser pagos. Longe disso, o empenho diário deles é para garantir que o negócio esteja em conformidade com as exigências dos governos Federal, Estadual e Municipal.

Dentro da lei, a contabilidade pode ser o melhor caminho para enquadrar a atividade realizada no sistema de tributação mais adequado e o remédio mais eficaz para a empresa recuperar crédito perdido ou valores que, por direito seriam dela, mas acabaram sendo retidos na fonte por algum tipo de mecanismo que permita a restituição posterior legal.

4 – Investir em uma parceria benéfica

Ao enquadrar o negócio no sistema tributário mais favorável e ao entregar análises financeiras consultivas, o contador se credencia como um parceiro indispensável que deveria ser visto pelo empreendedor como um investimento extremamente valioso e não uma mera despesa a ser quitada periodicamente. E um dos segredos de um casamento bem sucedido é a frequência com que as trocas benéficas às duas partes são realizadas.

Portanto, quanto mais informações chegarem nas mãos do contador e mais rápido isso for proporcionado, melhor tendem a ser os retornos recebidos. Essa comunicação pode ficar ainda mais fluída e natural com o apoio da tecnologia, por exemplo, de recursos ou sistemas que permitam o acesso ou o repasse instantâneo de documentos e registros da empresa para o contador.

5 – Os benefícios e a importância de separar o que é físico do que é jurídico

Diferenciar o que pertence ao empreendimento da vida particular do empreendedor parece algo corriqueiro e adequado. O problema é que nem sempre essa separação sai totalmente do papel.

Uma clara e rápida identificação do que é pessoa física e do que se refere à pessoa jurídica simplifica não só o trabalho e a entrega do contador, como facilita na interpretação do que está dando certo e o que precisa ser aprimorado. Até porque, se os recursos da pessoa jurídica passam para a conta física do empreendedor, não é possível estimar o bom andamento de uma atividade e projetar próximos passos.

Da mesma forma, alguém que usa recursos próprios para cobrir desacertos nos negócios, impede uma leitura mais crítica e ações mais efetivas para sanar problemas. Além de poder provocar situações piores no médio e longo prazo.

6 – Nada de deixar para a última hora

A máxima vale não apenas para períodos mais próximos de prestação de contas e entrega de declaração de impostos. Organizar a coleta de documentos e o repasse deles com antecedência evita correrias desnecessárias perto do prazo final e minimiza, consideravelmente, a margem para qualquer tipo de deslize ou erro.

A mesma situação pode ser aplicada no repasse cotidiano de documentos e informações necessárias para avaliar o desempenho e criar insumos suficientes para entregar análises mais estratégicas para o empreendedor.

Um facilitador nesse processo é investir na digitalização e envio virtual desses materiais, armazenagem na nuvem e na utilização de ferramentas de gestão que permitam múltiplo acesso de funcionários e contadores a informações relevantes do negócio.

Fonte:  Contábeis

Publicado por Evicon

Leia Também

Escrituração Contábil Digital 2020: Dicas, orientações, prazos e multas

Agencia Cento E Vinte

Vantagens de investir em inovação no escritório de contabilidade

EVC

Não fique para trás, seja um contador especialista!

Agencia Cento E Vinte