Escola da Vida Contabil
Empreendedorismo Contábil

4 Dicas Essenciais Sobre Como Ser Um Contador Consultor

O avanço tecnológico permitiu que os profissionais contábeis pudessem se reinventar. Diante disso, a consultoria passa a ser uma boa opção. Neste artigo, vamos abordar algumas dicas sobre como ser um contador consultor

via Abertura Simples

A consultoria contábil se tornou um caminho interessante para quem quer criar uma vantagem competitiva no mercado. Isso porque um estudo realizado pelo Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) constatou que 79% dos donos de pequenas e médias empresas querem recomendações para melhorar o negócio, mas a oferta pelo serviço é baixa.

Diante disso, o serviço de consultoria pode ser explorado por muitos escritórios de contabilidade. Afinal, diversas rotinas contábeis já podem ser feitas com a ajuda de software, o que otimiza o tempo dos contadores e permite que eles possam focar nos serviços estratégicos dos seus clientes.

Se você já entendeu que para se manter competitivo no setor contábil é necessário se reinventar, você está no lugar certo. Neste artigo, vamos compartilhar 4 dicas essenciais sobre como ser um contador consultor.

Mas, afinal, o que é um contador consultor?

O contador consultor tem como missão orientar o empreendedor em relação à área financeira, patrimonial e econômica do seu negócio. Ele deve recomendar ações estratégicas para solucionar os problemas da empresa e proporcionar uma vida financeira saudável.

Para isso, o consultor contábil precisa se manter atualizado sobre as leis que estabelecem o patrimônio das empresas e as datas dos pagamentos das obrigações fiscais etc.

Quais são as atividades desenvolvidas por um consultor contábil?

O contador consultor atua como um médico que realiza o diagnóstico da saúde financeira da empresa. Seu trabalho tem início, meio e fim e, como já mencionado, deve ser desenvolvido visando a melhoria financeira da empresa. Diante disso, ele é responsável por:

– Identificar o que está prejudicando a empresa

Levando em consideração o contexto da empresa, bem como os indicadores patrimoniais e econômicos, o consultor deve realizar uma análise minuciosa dos indicadores da empresa visando identificar o que está prejudicando o negócio.

– Orientar o empreendedor para solucionar problemas financeiros

Após identificar quais indicadores estão negativos, o consultor precisa desenvolver um plano de ação para que a empresa consiga solucionar seus problemas financeiros.

É justamente nesta tarefa que a consultoria acontece de fato, pois o profissional precisará apresentar os dados, o plano de ação e explicar para o empreendedor o que precisa ser feito para solucionar os problemas da empresa.

– Analisar se suas orientações foram colocadas em prática

Supondo que um consultor apresentou um plano de ação visando aumentar a lucratividade da empresa X. Ele seguiu todos os passos acima. Em seguida, definiu junto com o empreendedor que faria um acompanhamento mensal dos indicadores durante seis meses.

Durante o acompanhamento, o consultor deverá analisar se suas orientações foram colocadas em prática e os resultados do seu plano de ação. Caso não haja resultados positivos, é dever dele iniciar o ciclo de trabalho novamente com o objetivo de solucionar os problemas encontrados.

Como ser um contador consultor?

O primeiro passo para ser um contador consultor é compreender se você tem o perfil para realizar o serviço. Ocorre que o contador consultor deve ser uma pessoa comunicativa e atenta às inovações do mercado.

Caso você tenha o perfil acima, é hora de começar a entender como ser um contador consultor. Abaixo listamos 4 dicas sobre como ser um contador consultor.

#1 Faça a análise do seu escritório

Seu escritório está com um bom índice de aprovação entre os clientes? Seus colaboradores estão satisfeitos com o trabalho? Seu indicador Tournover (que define a taxa de rotatividade dos colaboradores) está bom?

Caso você tenha respondido não para um ou mais perguntas, é hora de pensar em reestruturar seu escritório antes de abrir um novo serviço. Afinal, não adianta abrir uma nova oferta de serviço quando há problemas estruturais que devem ser enfrentados.

Arriscar na consultoria, com problemas internos, pode ser arriscado e impactar negativamente na rotina contábil e também na satisfação dos clientes.

#2 Mude a cultura do seu escritório

Muitos escritórios não estão prontos para oferecer a consultoria contábil. Isso porque a cultura é voltada para a contabilidade tradicional. Oferecer uma consultoria exige que o escritório tenha:

  • um propósito bem definido;
  • equipe com uma comunicação de qualidade;
  • rotinas otimizadas com a ajuda softwares;

#3 Otimize os processos

A contabilidade consultiva exige tempo. Sendo assim, muitos processos contábeis dos escritórios precisam ser otimizados. Neste sentido, o gestor deverá realizar uma análise de todas as atividades, junto com a equipe, para definir quais podem ser desenvolvidas com a ajuda de ferramentas ou softwares.

#4 Priorize quem será consultado

Novos contadores consultores podem se empolgar com a ideia de ofertar um novo serviço no escritório e, com isso, acabam abrindo a consultório para diversos clientes. Só que a atitude pode ser muito arriscada.

A consultoria exige tempo para conhecer o contexto da empresa bem como seus indicadores. Além disso, também exige que o contador faça reuniões frequentes com os clientes. Ou seja, demanda muito tempo. Diante disso, a recomendação é que, ao iniciar o serviço de consultoria, o contador priorize apenas algumas clientes.

Para finalizar, é importante que o contador consultor se mantenha atualizado em relação às tendências de mercado para ser ainda mais competitivo. Nossa recomendação, diante deste fato, é que você leia nosso artigo e “Entenda quais são as diferenças entre contabilidade online e digital”.

Fonte: Abertura Simples | www.aberturasimples.com.br

Leia Também

A relação entre a contabilidade do futuro e a UX

EVC

Planejamento tributário. Como organizar os impostos de uma empresa corretamente

EVC

DECORE – Saiba O Que É E Como Emitir Essa Declaração Corretamente!

EVC