Escola da Vida Contabil
Processos Sistemas

PARA QUE SERVE O BALANCETE DE VERIFICAÇÃO? ENTENDA TUDO SOBRE ESSE RELATÓRIO!

Via Abertura Simples

Diante os termos que são utilizados diariamente na contabilidade, existem alguns que as vezes causam confusão para quem não está ligado a esse meio diretamente. Esse é o caso do balancete de verificação, um termo que muitas vezes é utilizado no âmbito contábil mas nem sempre está claro o que significa.

O balancete é uma demonstração contábil que é gerado comumente pelo setor de contabilidade da empresa, relatando adequadamente todas as contas que estão em movimento na empresa e quanto de recurso ainda está disponível. Esse relatório deve ser elaborado com informações que podem ser cruciais para a saúde financeira da empresa.

COMO ELABORAR UM BALANCETE DE VERIFICAÇÃO?

Geralmente, ele deve ser elaborado antes do Balanço Patrimonial, onde devem constar as contas do patrimônio e os resultados de seus saldos iniciais, movimentações e qual o saldo final. Ele ajuda a analisar corretamente todas as movimentações da empresa e ver onde ocorreram gastos desnecessários.

Ele pode ser utilizado para fins gerenciais, já que todas as informações expostas nele foram retiradas de registros contábeis atualizados. Esse demonstrativo contábil ajuda também na Demonstração do Resultado do Exercício.

COMO ANALISAR ESSE DEMONSTRATIVO?

Para que esse relatório cumpra com sua finalidade, é necessário entender o que deve conter nele e como analisar corretamente os dados que estão expostos nele.

Ele possui uma relação de créditos, onde é possível enxergar as operações de saída da empresa e os débitos, onde são mostradas as entradas. Geralmente, ele é composto pelos seguintes elementos:

Cabeçalho: Parte superior do balancete, onde constam o nome da empresa e suas principais informações;

Ativo: Demonstra todas as contas que a empresa possui, incluindo seus bens e direitos;

Saldo anterior: Saldo disponível ao final do último balancete realizado;

Débitos/Créditos: Movimentações da empresa;

Saldo final: Saldo restante depois que as movimentações foram realizadas.

Imagem que mostra um homem mexendo em seu notebook, representando o balancete de verificação

COMO CONSTRUIR UM BALANCETE DE VERIFICAÇÃO?

Verifique os seguintes passos para compor seu relatório:

Determine qual o tempo que esse balancete analisará, seja ele mensal, trimestral ou semestral, considerando que isso dará noção de como estão os gastos e movimentações financeiras de sua empresa.

Decida detalhadamente quais são os elementos que você estarão presentes no relatório, assim como quais são as naturezas de cada conta.

Crie sua própria tabela, utilizando os dados que foram separados nos passos anteriores e tentando ser o mais direto possível.

Preencha corretamente os dados respectivamente em cada uma de suas colunas.

CONCLUSÃO

O balancete de verificação ajuda a ter uma visão clara e ampla sobre como está a saúde financeira da empresa. Esse relatório influenciará na tomada de decisões e ajudará a gerar outros relatórios que ajudam a compor uma documentação de dados que podem a ajudar a formar planejamentos e projeções futuras, sempre visando o crescimento e desenvolvimento da empresa, garantindo que ela alcance seu potencial.

Fonte: Abertura Simples | www.aberturasimples.com.br
Postado por: Escola da Vida Contábil | www.escoladavidacontabil.com.br

Leia Também

Uma reflexão sobre os impactos da tecnologia na Contabilidade

EVC

Entenda A Contabilidade Trabalhista, Em Especial Com As Novas Regras Da CLT

EVC

Saiba Como Está Seu Escritório Contábil

EVC