Escola da Vida Contabil
Empreendedorismo Contábil Vendas e Mkt

Design thinking: como inovar a atuação do seu escritório contábil

via Abertura Simples

Você já ouviu falar em design thinking? Não? Pois saiba que é um conceito de inovação cada vez mais presente na transformação digital das empresas.

É uma abordagem moderna e inovadora, que pode ser utilizada em vários ramos de negócios. Inclusive pode ser uma ótima inovação no seu escritório contábil, já que faz parte do rol de soluções que incrementam as tecnologias para contabilidade.

Mas para isso você deve estar disposto a deixar de lado certos conceitos ultrapassados. Conhecer e aplicar conceitos de design thinking podem ser uma excelente oportunidade para seu escritório de contabilidade inovar e prestar melhores serviços de consultoria para seus clientes. 

O conceito também faz parte do futuro da contabilidade! Acompanhe o texto e fique por dentro do design thinking.

Design thinking na contabilidade

design thinking é uma abordagem que ajuda a mudar o estado mental das pessoas para compreenderem problemas comuns, de forma a oferecer soluções criativas e efetivas. Sua ação é focada na percepção dos profissionais sobre o desafio a ser enfrentado, sobre o que se pretende investigar. Assim, é possível testar e construir soluções.

Na área contábil a abordagem do design thinking parte de um desafio que afeta a maioria das empresas, que é a forma como os clientes enxergam o seu trabalho com contador. Você já se perguntou quantos entendem a importância da sua função e participam dos processos relacionados?

Em geral poucos, mas também é preciso assumir sua responsabilidade sobre isso. Para transformar essa visão é preciso pensar sobre o problema. Com isso, você estará dando o passo inicial para o processo de design thinking.

Suas dificuldades podem ser várias, mas para todas elas é possível encontrar soluções inovadoras. Alguns dos desafios possíveis no seu escritório contábil podem ser:

  • Aumentar a proximidade com o cliente e humanizar as relações;
  • Apresentar relatórios mais eficientes e adequados;
  • Maior participação da empresa nos resultados contábeis.

Conheça as etapas da abordagem do design thinking

Podemos destacar 6 etapas do processo: imersão; análise e síntese; ideação; prototipagem; aplicação e análise de resultados. Elas resumem uma espécie de roteiro a ser seguido para organizar o trabalho e potencializar as possibilidades criativas da empresa.

1. Imersão

É a fase de entendimento. Essa etapa começa a partir da observação da dimensão do desafio enfrentado. Como o foco é o cliente, é importante visitar a empresa, compreender os processos e perceber como as pessoas lidam com as demandas contábeis no dia a dia. Preste atenção principalmente nos aspectos emocionais, tais como motivação e possíveis inquietações.

2. Análise e síntese

A fase de imersão dá origem a uma enorme quantidade de material. Mas nem tudo pode ser aproveitado. É necessária uma análise e organização dos insightsgerados na etapa anterior, identificando padrões e categorizando as ideias. A própria observação desses padrões ajuda a enxergar melhor a questão e encontrar novas respostas.

3. Ideação 

Nesta etapa  a equipe começa a pensar em uma solução para o desafio apresentado. Surgirão inúmeras ideias, baseadas nas necessidades identificadas nas fases anteriores.

Os métodos usados devem explorar ao máximo a criatividade dos colaboradores dos seus clientes para estimular  o pensamento “fora da caixa”. É essencial que  seja um trabalho colaborativo, com a participação do cliente.

A ideia é fazer um brainstorm (tempestade de ideias), sem censura, para que todos se sintam à vontade apresentando até as ideias mais ousadas.

4. Prototipagem

O objetivo é verificar na prática se as estratégias propostas podem ser validadas. Mude-as caso haja rejeição dos clientes.

É preciso mesmo testar idéias diferentes e analisar seus pontos fortes e fracos para construção de uma solução “definitiva”. O segredo é fazer um acompanhamento e verificar como as estratégias propostas na fase anterior se comportam na prática, junto ao cliente.

5. Aplicação

A etapa consiste em construir, junto com seu cliente, uma solução mais adequada e condizente com  os dados e impressões colhidas nas etapas anteriores.

É o momento de mudar a visão dele sobre a contabilidade no seu dia a dia, de forma personalizada. Além disso, esteja mais presente na empresa do cliente.

6. Análise de resultados

Periodicamente apresente e busque feedback para melhorar as propostas, caso seja necessário. Os ganhos da aplicação do design thinking na consultoria contábil são muitos e têm se mostrado mais efetivos na contabilidade de gestão.

As razões para isso são claras: reconhecimento de suas habilidades, valorização do trabalho, otimização de tempo e recursos, dentre outras.

Cases de design thinking

Para você, contador digital, ter uma ideia da transformação digital que o design thinking promove, vamos lhe apresentar alguns casos de sucesso.

Veja como a abordagem do design thinking foi essencial para a descoberta de novas ideias em consonância com as necessidades dos clientes.

Personalização na Netflix

Na Netflix, um dos maiores desafios é a personalização. O comportamento dos clientes evolui ao longo do tempo e suas necessidades crescem.

A plataforma utiliza algoritmos complexos para que tudo funcione da forma mais eficaz. A maneira inovadora que a Netflix encontrou para garantir o conteúdo personalizado é trabalhar com padrões de comportamento dos usuários  para orientar a sua estratégia de aquisição de conteúdos.

Assim, filmes, seriados e documentários, entre outros, só são lançados após análise e compatibilidade com o que o público pesquisa na plataforma.

ONVIO é o futuro da contabilidade

A plataforma ONVIO é um marco das soluções Domínio da Thomson Reuters. Seus objetivos  principais são apresentar novos conceitos de inovação e levar os escritórios de contabilidade ao futuro da contabilidade.

Até porque hoje é impossível negar a importância das tecnologias para contabilidade.

Usar o ONVIO pode significar grande diferencial competitivo para o seu escritório contábil. O momento de migrar para um software que utiliza computação em nuvem e ter acesso à tecnologia de amanhã já chegou. A plataforma ONVIO foi totalmente pensada para garantir a melhor experiência de uso do cliente.

O sistema permite acesso a partir de qualquer navegador e dispositivo móvel, o que traz agilidade e praticidade para a atuação do contador. As atualizações, tanto do sistema quanto de mudanças na legislação, são feitas de maneira mais rápida e fácil.
Gostou do conteúdo? Descubra como, com a plataforma ONVIO, você pode  revolucionar o seu escritório contábil

Fonte: Abertura Simples | www.aberturasimples.com.br
Postado por: Escola da Vida Contábil | www.escoladavidacontabil.com.br

 

Leia Também

Mostre valor ao seu cliente e cresça com sua contabilidade

EVC

A tecnologia vai roubar seus clientes?

EVC

Contador Pode Fazer Trabalho Autônomo? Confira Algumas Dicas Para Começar

EVC